Sobre a tal da felicidade

7
Então ainda não chegou a sexta-feira, e todo mundo no colégio ainda não está completamente feliz porque a semana tá acabando. Eu não ganhei presente, não ganhei beijo, não ganhei dinheiro mas as coisas positivas estão voltando pra mim. Sempre acreditei nisso, sempre tive fé que quando um ato bom é feito, quem o fez futuramente será compensado. 

O sentimento de dever cumprido, e a sensação de a felicidade se alastrar dentro do seu peito são consequências e sentimentos que por nada eu troco. O seu coração diz que é um novo começo, e tudo passa a ser mais bonito. As tardes de pôr-do-sol nunca foram tão lindas, e o amor nunca foi  tão presente. Os sorrisos nunca foram tão sinceros, e amizade nunca foi tão firme. A família nunca foi tão eterna, e a tristeza nunca foi tão efêmera. 

”O que te traz felicidade” ele perguntou

Sentir frio nos pés ao abrir a geladeira. Experimentar a primeira colherada de um doce. Me identificar com uma frase e grifá-la em um livro. Receber um beijo no olho. A casa arrumadinha com um chão cheiroso e geladinho. Encontrar na rua um vendedor de raspadinha. Um cafuné da minha mãe. O vapor do café quentinho ás 6 da manhã. O frio de montanha em acampamentos. Ver o pôr-do-sol. Ter o fone de ouvido sempre comigo. Não bater o dedinho nos móveis. Fazer planos incríveis antes de dormir (e conseguir realizá-los). Receber uma cartinha, e-mail de uma leitora. Receber um beijo na testa do meu pai. Dançar sozinha sem medo e sem compromisso na frente do espelho. Quando o telefone toca e não é pra mim. Quando consigo não ligar pro meu corpo. Quando estou sozinha e não me sinto sozinha. Encostar a cabeça na janela do ônibus. Quando me perguntam se estou melhor. Quando me elogiam sobre as coisas que são importantes pra mim. Quando me desejam boa sorte. Quando dizem que me amam.Borboletas no estômago. Ansiedade para uma viagem. Fotografar. Sentir o vento no meu rosto durante uma viagem. Comida japonesa. Receber um carinho ou flores de alguém. Quando pessoas que me amam me dão conselhos. Quando eu sinto a vida. 

”Sentir a felicidade”, respondi com todas as certezas do mundo. 

post-por-gabi

Anúncios

6 comentários sobre “Sobre a tal da felicidade

  1. Sentir felicidade é algo que me faz ainda mais feliz também, e eu me identifiquei com muitas das coisas que você disse antes, mas de tudo isso, me identifiquei mais e completamente com dois itens: “ansiedade para uma viagem” e “sentir o vento no meu rosto durante uma viagem”. Essas coisas quase sempre me fazem sorrir sem parar, e essa segunda, nem importa se a viagem é pra longe ou não, se é pra casa da minha avó no fim de semana, pra um lugar longe que não vou a muito tempo, pra um lugar que eu sempre quis conhecer ou simplesmente pra cidade onde eu faço faculdade e viajo todos os dias durante uma hora e meia pra ir, e o mesmo tempo pra voltar! E esse sentimento bom que vem com o vento batendo no meu rosto é maior e melhor em dias com sol quente e céu azul ou em noites de lua, e muitas estrelas!!!

    Curtir

    • Acho que nos identificamos muito kkkk. Quem sabe uma futura amizade de blogueiras? kkkk. Bom sentir o vento em meu rosto é um dos prazeres que a vida pode me oferecer. É algo pequeno, sim. Mas é algo grandioso quando eu sinto aqui no peito ❤ 😥 ~aquele choro de felicidade, de vida~

      Curtir

Esse blog AMA COMENTÁRIOS! :D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s