Eu, você e as brigas

lo

Coloquei aquela música que você me mandou e me afundei em pensamentos, lágrimas e lembranças. Repassei nossa última conversa, ou briga, ou o que queira chamar, só pra conferir como devo agir depois do que você disse, depois do que eu disse. Olhei pro chão e tinham cacos de vidro dos pratos que jogamos um no outro.

É incrível a minha capacidade de odiar discutir com você pela internet. Se você demora, já fico com um pé atrás. Não sei se foi tomar água, se está demorando de propósito, se não está sabendo o que dizer. Morro de medo que saia de repente sem me falar nada e me deixar na dúvida.

Porque eu não consigo deixar as coisas sem fim. Sem conclusão, sem exatidão, sem saber como vão ficar. Na verdade eu não consigo ir embora sem ter certeza que estás bem, e que as coisas entre nós vão ficar boas. Aquela última vez que quase acabamos com tudo, eu fiquei sem chão.

E morro de medo de um dia você parar de responder minhas mensagens. Ou não me atender mais. De virar apenas mais um rostinho nas redes sociais. Te falei muita coisa errada, e me arrependo e tudo o que disse. Eu explodo, não me aguento, choro e quando vejo, já foi. A mensagem errada. Com nenhuma palavra que deveria ter sido escrita.

Vou respirar fundo, me acalmar e vou deixar passar. Daqui a pouco você aparece, com aquele carinho de sempre, me chama de boba, e me faz lembrar porque eu estava aqui com tanto medo de perder você.

post-por

Anúncios

4 comentários sobre “Eu, você e as brigas

Esse blog AMA COMENTÁRIOS! :D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s